Vamos falar sobre saneamento básico?

 

A água é um dos recursos mais importantes para a vida na Terra. Apesar de existir muita água no planeta, só uma parcela muito pequena é apropriada para o consumo. Por isso, para que ela nunca falte para ninguém, é muito importante evitar o desperdício e a contaminação da água, como a poluição de rios com lixo e esgoto. Em alguns lugares mais pobres, as pessoas só têm água poluída para consumir, e isso faz elas adoecerem e até morrerem. 

O abastecimento de água faz parte do SANEAMENTO BÁSICO — que é um direito assegurado pela Constituição e definido pela Lei n. 11.445/2007 como o conjunto dos serviços, infraestruturas e instalações operacionais de abastecimento de água, esgotamento sanitário, limpeza urbana, manejo de resíduos sólidos e drenagem e manejo das águas pluviais, limpeza e fiscalização preventiva das respectivas redes urbanas.

Ter saneamento básico é um fator essencial para um país poder ser chamado de país desenvolvido e sua precariedade acarreta riscos enormes para a saúde e qualidade de vida da população, bem como riscos para o meio ambiente.

Infelizmente o Brasil tem um atraso de décadas na questão do saneamento. O resultado disso é que quase metade da população não têm acesso ao serviço de esgoto e convivem com esgotos correndo a céu aberto, cerca de 35 milhões de brasileiros não são atendidos com abastecimento de água e 8% do lixo gerado no país não é coletado pelos serviços públicos.

 

Esgoto não é lixo

Esgoto é um sistema destinado a escoar e tratar os dejetos dos diversos aglomerados populacionais. Existem três tipos de esgoto: os domésticos, os pluviais e os industriais, para os quais são necessários sistemas específicos de tratamento em virtude de cada um deles conter resíduos diferentes. 

O esgoto não tratado contém numerosos organismos patogênicos, resíduos tóxicos e nutrientes que provocam o crescimento de outros tipos de micro-organismos (bactérias, vírus ou fungos) presentes em menor número. Por esta razão, os sistemas de coleta e tratamento de esgotos são fundamentais para a saúde pública — ao evitar riscos de contaminação e propagação de doenças — e para o meio ambiente — ao ajudar no controle da poluição das águas.

O esgoto doméstico inclui resíduos provenientes de atividades humanas em pias, tanques, máquinas de lavar, chuveiros, vasos sanitários etc. Veja três atitudes que podemos ter para ajudar os sistemas públicos de esgotamento sanitário funcionarem de forma adequada, proporcionando qualidade de vida e conservação do ambiente em nossas cidades:

  1. Não descarte lixo no vaso sanitário, nem mesmo papel higiênico. Nos países em que se permite o descarte no vaso, os papéis são projetados para se desmancharem na água. No Brasil a maioria das marcas não se desmancha facilmente e por esse motivo as tubulações podem entupir. 
  2. Não despeje óleo de fritura na pia, pois a gordura fica sólida quando esfria, causando obstrução da rede de coleta. Recolha o resto de óleo de cozinha em recipientes descartáveis e entregue em pontos de coleta para reciclagem.
  3. Em residências, verifique periodicamente a caixa de gordura, e se houver excesso de material incrustado, providencie a limpeza. Em geral, a retirada da parte sólida deve ser realizada a cada seis meses e de forma manual (com auxílio de pequenas pás ou colher), mas esse período pode variar de acordo com os hábitos alimentares da família. O resíduo sólido deve ser descartado no lixo comum, em sacos plásticos.

 

Quando o esgoto vira lixo

Segundo o Ranking do Saneamento 2019, feito pelo Instituto Trata Brasil, em 2017 o país lançou aproximadamente 5.622 piscinas olímpicas de esgoto não tratado na natureza.

E por que o despejo de esgoto sem tratamento nos rios é um problema? Pela sua composição com alto teor de poluentes e agentes patogênicos, quando despejado nos rios sem tratamento, o esgoto altera a composição natural daquele ecossistema, trazendo danos para a fauna e a flora aquática, e também para os seres humanos que vivem no entorno.

 

 

Para saber mais

  • Saiba o que acontece quando não temos saneamento básico, no site do Instituto Trata Brasil, clicando aqui.

 

 

Para refletir

  • Se uma comunidade não tem acesso ao serviço de coleta de lixo doméstico, onde ela vai jogar esse lixo? O que isso pode causar ao meio ambiente e à saúde das pessoas?

 

 

 


FONTES

brkambiental.com.br
saaec.com.br
todamateria.com.br
tratabrasil.org.br
trato.casan.com.br