Prêmio 2017

Conheça os vencedores do Prêmio ArcelorMittal de Meio Ambiente 2017.

 

1º Lugar Cientista Mirim I

Projeto: Uma gostosa energia

Escola: Associação Monlevadense de Ensino Cooperativo

Unidade: AcelorMittal Monlevade

Resumo: A discussão sobre energia, iniciada em 2016 pelos alunos, foi retomada em 2017 e gerou uma avaliação dos hábitos energéticos da comunidade de João Monlevade a partir da vivência dos alunos em suas casas. As conclusões dessa avaliação resultaram na seguinte questão: que iniciativas de uso da energia solar podem ser utilizadas com menor custo para a população, além de gerar menor impacto ambiental? Dessa forma, os alunos desenvolveram diversos experimentos como teste sobre a eficácia da energia solar. O resultado do trabalho foi a construção de um fogão solar do tipo concentrador e o experimento de cocção dos alimentos a partir do equipamento construído.

 

1º lugar Cientista Mirim II – Empate técnico

Projeto I: Biodigestor: Reaproveitamento que gera Sustentabilidade no Ambiente Escolar

Escola: E.M.E.F Hilda Scarpino

Unidade: AcelorMittal Cariacica

Resumo: Os alunos receberam o desafio de pensar e sugerir ideias de como conscientizar sobre a importância da sustentabilidade e contribuir com o meio ambiente. Após discussões sobre o tema em sala de aula, foi definido como empreendimento, a construção de um biodigestor, que proporcionaria o reaproveitamento de restos de merenda escolar e a destinação adequada de dejetos produzidos na escola. Após pesquisas, discussões e coleta de materiais de referência, o resultado foi a viabilização do biodigestor, que além de ser construído pelos alunos, motivou a mudança de hábitos por parte deles e a formação de novas práticas com relação ao uso dos resíduos gerados ao final da merenda.

Projeto II: Reciclar para economizar energia

Escola: Escola Municipal Bernardo Ferreira Guimarães

Unidade: ArcelorMittal Monlevade

Resumo: O tema energia já fazia parte do planejamento da turma, portanto, a partir de uma reflexão em sala de aula sobre o consumo de energia elétrica, surgiu o questionamento: como ter água quente no chuveiro e economizar na conta de luz? A partir dele, foram iniciadas as pesquisas para a definição do projeto, momento em que os alunos conheceram um pouco mais sobre a energia, como obtê-la e sobre fontes alternativas de energia. O resultado foi a construção de um aquecedor solar com material reciclável (garrafas PET, pedaços de cano de PVC, caixinhas de leite vazias, entre outros).

 

1º lugar Cientista Jovem I

Projeto: Pedalando em busca de saúde e energia

Escola: Escola Municipal Adair de Oliveira Pinto

Unidade: ArcelorMittal BioFlorestas

Resumo: O tema energia e transporte foi o que chamou a atenção dos alunos logo no primeiro momento, e a partir dessa escolha, levantaram a seguinte questão: que tal transformar pedaladas em energia elétrica? O projeto, que foi trabalhado de maneira interdisciplinar, contou com etapas como pesquisas sobre efeitos gerados pelo uso de combustíveis, hábitos de consumo dos moradores da região e, também, a busca por experimentos utilizando bicicletas para a obtenção de energia elétrica. Os resultados do projeto foram a adaptação de uma bicicleta ergométrica para a produção de energia elétrica para a carga de baterias de celular e a construção da maquete de uma praça, onde as pedaladas acenderam as lâmpadas de LED. Também foi construído um painel para mostrar os benefícios ao andar de bicicleta.

 

1º lugar Cientista Jovem II

Projeto: Carregabike (bicicleta com carregador para celular)

Escola: Escola Municipal Vasco Pinto da Fonseca

Unidade: BBA Contagem

Resumo: O projeto dos alunos foi motivado pelos seguintes questionamentos: vamos pensar em maneiras inteligentes e sustentáveis para utilizar ou criar energia limpa na nossa cidade? O que podemos criar para a nossa cidade, nossa escola ou nossa casa que será uma forma sustentável de utilização de energia? Foi constatado que o uso de smartphones e a busca de meios de transporte alternativos e não poluentes são fatores que cresceram consideravelmente nos últimos anos. Por meio de pesquisas, o resultado do projeto foi a criação do Carregabike, um meio alternativo de carregar o celular ao longo da atividade física de ciclismo. Trata-se de um carregador que, ao entrar em contato com o movimento das rodas, gera energia e a transporta pelo fio até o celular.

Sua escola pode ser a próxima campeã!